quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Bratz - As Bratz estão de volta!

Mas que coisa Cammie, tu nunca postas sobre as Bratz? Pois é verdade, mas passando uns dias maravilhando as lindas bonecas dos primeiros anos deste milénio fez-me pensar o quão me arrependo de não ter dado o devido valor às bonecas quando pode... Eu tenho algumas e farei um post em breve a mostrá-las mas há tantas que gostava de ter tido, com aqueles lindos acessório e imensas roupas realistas. 

As Bratz tiveram uma queda de vendas a partir de 2007, tentaram regressar em força em 2010 mas não deu resultado, e o sucesso e popularidade das Monster High não ajudou. Ainda lá testaram as Bratzillaz para fazer competição mas a linha acabou sendo descontinuada com o insucesso de vendas. A linha principal, as Bratz foram deixadas em pausa para se renovarem aos novos gostos da nova década e deixaram de produzir novas bonecas durante uns dois anos, regressando então este ano com uma linha totalmente renovada. 


O objetivo da MGA desta vez é apostar no que tornou as Bratz uma linha popular e conseguiu ultrapassar as vendas da Barbie, algo que mais nenhuma boneca alguma vez fez. Isto incluí acessórios e roupas extras, além de visuais e vestuário moderno e desejável de ter em tamanho de pessoa. Pesquisem as primeiras Bratz e as roupas que se usava na altura, elas estavam realmente acima do que era a moda. As roupas eram feitas de tecidos o mais realista possíveis, os únicos acessórios de plástico era só a bijuteria, as bolsas eram sempre feitas de tecido, e traziam sempre roupas extras bem detalhadas e imensos acessórios que enchiam a caixa. 

Então o que é que a MGA quis fazer desta vez? Bem apostaram num look mais jovial no rosto das bonecas, olhos maiores e menos trabalhados. Jovial, quer dizer mais caricaturado, aumentaram também os pés para balançarem melhor as cabeças que ainda estão maiores... Uma aposta que pode dar jeito foi trazerem acessórios extras. A táctica engana pois grande parte dos acessórios ''extras'' são acessórios normais que bonecas do mesmo preço já trazem a usar (seja as Monster High ou as Ever After High), é uma tática enganadora mas algumas das bonecas trazem realmente acessórios a mais, o que é bom. Algo que infelizmente desiludiu-me foi o vestuário. Sim eu sei que há miúdas de onze anos a se vestirem usando um monte de cores e padrões, mas as Bratz têm 16 anos e deviam usar roupas realistas para a idade. Gostava que tivessem apostado nisso, roupas que apetece querer ter no nosso tamanho, aliás elas são ''The Only Girls with a Passion for Fashion''. Eu sinceramente não estou a ver ninguém da minha idade (tá eu tenho 18 mas é aproximado) a usar as roupas que ela usam, talvez só uma peça mas não o conjunto todo. Fez-me falta foi também s acessórios realistas, usando metalizados e tecidos  mas acho que nos dias de hoje isso já seria pedir de mais. 

Selfie Snaps 

Uma demonstração do que são as apostas da MGA em temas modernos, é... well... uma colecção com o tema de tirar selfies... Esquecendo isso, o que gosto nesta colecção é realmente os acessórios, gostei da inclusão de um telemóvel de duas capas que podem ser colocadas. A inclusão de chapéus de tecidos também é agradecida (só está a faltar na imagem o gorro azul da Cloe). Como podem ver as cores são bem fortes e é questionável o quão na moda estão os looks. Achei o mais realista o da Cloe com os tons pastéis e gostei do cabelo pintado de rosa, é uma cor bem bonita.





Study Abroad

Esta para mim é a minha colecção favorita por enquanto. É a que me relembra mais de colecções antigas, é também a que acho tem a melhor qualidade de roupas, basta ver pelas roupas da Sasha inspiradas no Reino Unido. Achei as roupas da Yasmin e da Raya até um pouco realistas, acho que consigo imaginar alguém a usá-las, e a Sasha até traz peças bem versáteis.  Acho que se comprasse algumas das novas bonecas seria desta colecção, com especial destaque para a Sasha. 
Yasmin - Brasil
Sasha - Inglaterra

Cloe - China


Jade - Russia


Raya - México

Snowkissed

Esta colecção é inspirada no que é para mim uma das melhores, senão a melhor, colecção das Bratz, Winter Wonderland. A ideia está aqui, roupas com pêlo, tecidos quentes, pormenores realistas nas roupas. Claro não traz a lindas bolsas de tecido com bonequinhos com veludo para pendurar, mas até traz alguns acessórios. Claro está a colecção seria bem boa se... adivinhem... as roupas não fossem tão infantis. Acho que a Yasmin é a que melhor escapa isto, a segunda roupa dela até tem cores bem realistas. Não sei qual foi a ideia da MGA especialmente com a roupa da Cloe, então com aquele tutu... Mas gostei de algumas peças, alguns dos casacos estão bem feitos realmente.



As embalagens remetem às antigas, seja no formato ou a disposição dos acessórios. Esqueci-me de mencionar mas quanto a articulação as bonecas tem o básico, juntas nos ombros e nas pernas, e ainda nos joelhos. Os braços em compensação são de um material maleável (tipo os das bonecas das Winx da Mattel mas ainda melhor).Não condeno a falta de articulação, as bonecas das Equestria Girls estão a vender muito bem e são poucas as que têm articulação. Articulação, embora privilegiada por colecionadores, não diz muito a crianças (à excepção da das pernas, odiava não conseguir sentar direito uma Barbie), e a verdade é que acaba sendo uma despesa que pode ser dispensada.


 Existem ainda várias colecções que já foram lançadas, como uma de pijama que também é bastante completa mas não encontrem imagens com lá muita boa qualidade, mas a colecção traz os bichinhos de estimação delas (o porco com asas da Cloe, o sapo da Yasmin, a gata da Jade e a coelha da Sasha). 

Gostava de saber o que acharam deste look renovado das Bratz? Acho que é bom ver as Bratz de novo no mercado, gosto da ideia de roupas extras que complementam o que é verdadeiramente uma Fashion Doll, e espero que a Mattel use essa iniciativa com as Monster High e as Ever After High.  Contudo não estou crente que vão ter grande sucesso, talvez pelo valor nostálgico de alguns, mas não sei quanto à nova geração de compradores.... Quer dizer, até falo de bonecas em geral, pelo menos noto cada vez que os brinquedos menos se vendem em Portugal e estão cada vez mais a serem trocados pelas novas tecnologias. Tirando os Legos, acho que ainda cada vez mais vendem melhor, mas bonecas nem por isso. 

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Livro - Ever After High: O Novo Grande Vilão

Eu não cheguei a publicar aqui o review do último livro da primeira colecção de livros das Ever After High, isto pois o livro foi o que menos gostei da trilogia mas também acho que uma releitura ajudará talvez a gostar mais. Independentemente do caso, a trilogia da Shannon Hale terminou e agora continua a de Suzanne Selfors intitulada em Portugal de Aventuras no Colégio. O primeiro livro foi lançado em fins de Abril em Portugal, denominado O Novo Grande Vilão (Next Top Villain no original). Eu comprei-o no início de Maio mas só o li provavelmente em fins de Junho pois estive ocupada a ler o primeiro e o último livro do Harry Potter. 



Post tardio mas achei que deveria fazer o review deste primeiro livro de uma nova colecção atendendo que o fiz com a anterior (aqui e aqui). Este livro tem na capa duas Royal que fogem aos parâmetros do grupinho popular, sendo elas a Duchess Swan e a Lizzie Hearts (bom ter as bonecas para posar com o livro). Inicialmente pensei que o livro tivesse foco nelas as duas como a colecção anterior que consoante os capítulos, mudava a personagem de ponto de vista (Raven-Apple, Raven-Apple, Cedar-Lizzie).  Outro ponto de destaque é que esta colecção não tem uma história continua, este livro acaba e o próximo já passa para a Ginger e o seguinte para a Darling. Também não se sabe quando esta história acontece mas pelo que me recordo qualquer data após Legacy Day e o episódio do encontro do Daring com a Lizzie pode ser e provavelmente isto acontece antes de True Hearts Day pois a Duchess ainda é um cisne branco, só no fim do livro lhe aparece uma pena preta, por isso basta seguirem-se por aí. Outro pormenor é que enquanto a colecção anterior era para maiores de 11 anos esta é para maior de 9, por isso as descrições são mais reduzidas e tem um toque mais infantil.





A história também não se encaixa com nenhum episódio enquanto a colecção anterior o primeiro livro tem elementos de Legacy Day, alguns mesmo iguais e o segundo livro tem a luta de comida da cantina. Aqui não há nenhum suporte visual. O livro desenrola-se em torno da Duchess quando esta é estranhamente inserida nas aulas de Vilania Geral (dada pelo pai da Cerise). A Duchess perplexa vai para a aula e infelizmente não consegue que a tirem de lá pois o Director Grimm diz que a maldade em cada um e ela tem potencial para tal. A Duchess não gosta dos companheiros de aula à excepção da Lizzie que além de companheira de quarto até é sua amiga. Eu esperei que houvesse mais alunos na disciplina mas somente estão presentes a Lizzie, a Faybelle Thorn, a Ginger Breadhouse, o Sparrow Hood, a Raven Queen e claro a Duchess. Pelo menos sabemos que eles estão no nível básico e há aulas diferentes para os alunos mais avançados. A Lizzie já tem melhorias no controlo da sua ira, e então está um pouco apagada como vilã, a Raven e a Ginger já sabemos que não querem o seu destino, o Sparrow só está na disciplina por ter papel de ladrão mas ele sente-se contrariado como a Duchess, pois vilania não é o destino dele. A Faybelle por seu vez é a única da turma que quer o seu destino e esforçasse para se destacar na terrível turma. O livro desenrolara-se em torno de uma trabalho dado durante uma semana a qual cada aluno deve realizar uma maldade. O melhor receberá uma nota Excelente e um prémio da lista de tesouros do professor Lobo Mau. O dilema da Duchess desenrola-se que ela precisa de ter a melhor nota para manter a sua excelente média mas isso implica ser uma vilã. Num acordo com o Sparrow, a Duchess terá de sabotar o trabalho dos colegas e fazer alguma coisa no fim de forma a ser a única que realizou o trabalho já que o Sparrow diz que não fará o seu. Em troca a Duchess fica com a nota e dará o tesouro ao Sparrow. 


O pontos altos do livro mostram-se durante a sabotagem de cada aluno, pois é interessante ver a Duchess a espiar e ver as façanhas de cada aluno. A Duchess está fiel à personagem que conhecemos, e gostei de ver a sua história desenrolar-se, além que o livro puxa a relação dela com o destino e a sua  família. O livro dá muita atenção à Lizzie e mostra a amizade dela com a Duchess e quem gosta da Lizzie vai gostar dela neste livro, é divertida e o facto dela querer ''estrangular'' a Blondie é fascinante. Eu gostei bastante da relação dela com a Duchess, elas são contrastes de uma da outra mas a Lizzie é a pessoa mais perto de ser amiga que a Duchess tem e quando chega a altura da Duchess sabotar o trabalho da Lizzie é muito mais triste. De destaque é a presença do Daring e as suas tentativas de convidar a Lizzie para sair. A Lizzie não quer nada com ele mas a Duchess fica deprimida ao ver a atenção que ele dá à Lizzie e esquece-se que ela existe (o Daring literalmente nem sabia que ela era aluna da escola).  Gostei da presença do Sparrow e quem gosta das interacções do Sparrow e da Duchess em True Hearts Day vai gostar do início da parceria deles. É claro que após o fim deste livro é difícil acreditar como é que ela poderia voltar a confiar nele mas pronto, também não sabemos de tudo. Gostei da doçura da Ginger, a confiança da Faybelle e a esperteza da Raven, que devo dizer que embora tenha aparecido pouco fiquei com receio que fugissem à personagem mas achei-a bem realista com a suas interacções com a Raven. A Blondie também lá tem o seu papel em dar as notícias e tornar o trabalho de casa num especial do seu programa como se fosse um concurso televisivo, e mostra o lado maldoso da Blondie que às vezes falta nos episódios.  

O que achei que fez falta foi a menção de outras personagens, além das que referi anteriormente, só falam a Apple, a Ashlynn, a Briar e a Holly. Acho que a Madeline, a Kitty, o Hunter, a Cerise, a Cedar e o Dexter não foram mencionado uma única vez. Uma coisa que gostava na colecção anterior era em todos os capítulos aparecerem várias personagens mencionadas, tipo até a Cupid é mencionada no primeiro livro, coisa que ela é negligenciada nos livros. Além de que os outros livros mencionam personagens que na altura ainda não tínhamos visto como a Melody, o Humphrey, a Faybelle, a Darling, a Duchess, o Sparrow, a Holly, a Poppy, a Helga, o Gus e até o Nathan Nutcracker que ainda está por sabermos mais alguma coisa dele. É assim são estes pormenores e a a quantidade de descrição mais reduzida que torna a história só uma narração de acontecimentos e não nos deixa envolver naquele mundo mágico de Ever After High.   


O livro também não foi feito com tanta qualidade, mas isto já não tem nada a ver com o livro em si e sim com a editora em Portugal, a Booksmile. Os livros anteriores tinham uma capa mais resistente e dobravam reforçando o livro, mas isto também pode ter sido escolhido devido ao livro ter menos 100 páginas que os anteriores. O livro não é tão bonito por dentro quanto o primeiro mas gosto da inclusão de detalhes dourados e as páginas terem escrito Ever After High é definitivamente a melhor parte.  
Posso dizer que no geral o livro é bom, no início custou-me a entrar mas depois a história fica muito mais interessante. Além disso a mudança de escritora não foi drástica como nas Monster High (o que é que a Mattel tinha em mente em mudar de livros para adolescentes para livros tão infantis). Oh well. O meu livro favorito continua a ser o Grande Livro dos Destinos, mas esta nova colecção deixa-me curiosa para os volumes seguintes já lançados, seja o livro da Ginger ou o da Darling que é dito por muitos como sendo o melhor dos três (plus tem o Dexter).  Outro comentário para a Booksmile é que espero que ao editarem a capa dos outros livros, que por favor façam com que a lombada se encaixe com a deste livro pois é triste os anteriores não se encaixarem... Bem e vocês já leram este livro? Qual é a vossa opinião nos livros das Ever After High?

 ***

Para quem se interessou em notícias no livro que estou a escrever devo dizer que já o terminei e estou em processos de editar, melhorar a escrita e acertar pormenores.  Mas para quem se cativou e deu feedback à história de Daniel e os seus amigos realizadores de sonhos, achei certo dizer-vos que o projecto continua com perto de 100.000 palavras. Se quiserem saber algo ou alguma questão simplesmente comentem e eu responderei ;)


domingo, 26 de julho de 2015

SDCC - Ever After High

Já passou algumas semanas desde que a San Diego Comic Con terminou, mas não é razão para não postar sobre o que aconteceu nos expositores das Ever After High. Como tinha dito não houve revelações novas nem nada em grande. Foi melhor que a do ano passado, que literalmente não houve nada de novo mas deixou a desejar. O bom deste ano foi a promoção de várias colecções que é uma mais valia à linha.


Os expositores mostravam as basic mais recentes, as Sugar Coated, Way to Wonderland (foi pena que não colocaram a Briar), Spring Unsprung e outras colecções.  O destaque vai para a nova Apple White elaborada como rainha que complementa a Raven Evil Queen e também esteve exposta a nova C.A. Cupid Heartstruck.






As bonecas são realmente mesmo muito bonitas. Os detalhes são bem impressionantes como as inúmeras flores pintadas na Cupid e os detalhes glamorosos na Apple. Fico curiosa quanto à Cupid e a história que irá se inserir e se será uma linha para episódios. Quanto à Apple é certamente uma acompanhante de estante para a Raven, as duas futuras rainhas.




E é claro que o grande destaque foi para a maravilhosa Raven Evil Queen. É realmente uma boneca deslumbrante, mas isso já tínhamos visto, e espero que a Mattel continue com estas bonecas de um mundo alternativo, acho que a Cerise Wolf e esta Raven provaram-se um sucesso com fãs e coleccionadores. Um destaque vai para as belíssimas ilustrações seja a frontal da caixa ou a de trás da caixa que mostra a Raven como rainha má deslumbrante.




Mas certamente o verdadeiro destaque vai é para as já vistas revelações. Revelaram a Justine na sexta e depois a Madeline gigante no Sábado.

A imagens que tínhamos visto anteriormente da Justine não fazem realmente justiça à boneca. Verdade seja dita não é um design perfeito mas com uma luz boa podemos ver o equilibrio entre os tons de dourado e os de prateado e que houve uma alteração na pintura do cinto. A Justine não é claramente reconhecida como a filhas da 12ª Princesa Bailarina, mas reparando bem o colar de folhas prateadas e a flor dourada na pulseira remetem às árvores de ouro e prata na história e acho que foi mesmo isso que a Mattel quis puxar. Gostava que puxassem mais a dança, mas talvez quiseram fugir ao look clássico de ballet para não ficar semelhante à Duchess. Um ponto a mais para ela é a linda maquilhagem com glitter.  Algo que agora vejo é que mudava os tons de rosa dos laços desenhados e do cinto e mudava para preto, ía ficar com um certo ar mais requintado de certeza.


A Madeline gigante não foi uma novidade muito empolgante mas podemos ver que ela traz colar. A boneca está interligada a uma cena de Way to Wonderland que é muito adorável. Gostava contudo que tivessem revelado em vez da Maddie fosse então a Melody Pipper pois ela já é uma personagem antiga e interessaria muito mais poder ver a bonecas de perto.


Bem e foi isto! Agora resta saber que a Mattel irá fazer parte da Comic Con New York, creio eu em Outubro. O bom da NYCC é que mostra bonecas prontas a serem lançadas como acontecem em 2013 com as Monster High em que vimos umas vinte bonecas nunca antes vistas. Esperar para ver se a Mattel tem sorte de expor lá este ano. E vocês que acharam da San Diego Comic Con 2015?

quarta-feira, 15 de julho de 2015

SDCC - Monster High Expositores e Revelações.

Lembro-me que  durante a Comic Con de 2011 escrevi dezenas de posts relatando cada novidade que vinha ou se vinha fotos em melhor qualidade ou não, estava completamente empolgada com aquele acontecimento. Verdade seja dito ainda acho que 2011 teve para mim as revelações mais empolgante. Aqueles misteriosos cacifos que ninguém sabia o que sairia de dentro e depois recebemos duas revelações de bonecas nunca antes vistas de duas personagens já conhecidas (que foi a Toralei e a Nefera). Uma falha deste ano foi revelarem as sombras das bonecas no Instagram horas antes de a Comic Con abrir. Pelo menos que fizessem como as Sweet Screams que mostraram pequenos pormenores deixando curiosos e empolgados em saber de que é que se tratava. E preferia igualmente aquele ideia de que após certa quantidade de likes liberam a foto seguinte e assim por diante, isto ajuda no sucesso da página da rede social se não caí no esquecimento como o twitter e o tumblr oficial das Monster High


Expositores

Esquecendo estas minhas críticas ao processo das revelações... as Monster High como de costume tiveram uma grande de estantes embora acho que o espaço de exposição foi mais reduzido do que noutros anos (em 2013 quando trouxeram a maqueta da escola deu uma grande amplitude ao espaço). Uma das áreas de estante continha colecções recentes e algumas bonecas acabadas de serem lançadas ou que ainda o seriam. A outra tinha colecções um pouco mais antigas como Haunted, Monster Exchange e Boo York. 

Destaque para as figurinhas de Vinyl, infelizmente não tivemos revelações de novas personagens a serem lançadas mas podemos ver melhor as futuras a serem lançadas, a Venus, a Abbey, a Rochelle e o Deuce. Como novidade são as novas figuras ''raras'' que serão a Clawdeen decorada com padrão de fechos e leopardo, uma linda Ghoulia que realmente me cativou com os cromados do cabelo e dos óculos e a pintura de órgãos, corações e cerejas, a outra figura é a Venus decorada com plantas.  



Não tinha postado aqui no blog o pack de cinco a ser lançado, mas remete a uma ida ao shopping comm um grupo curioso de personagens e penteados, sendo a Spectra, a Clawdeen, a Gigi, o Billy (que tem o corpo todo translúcido) e a Draculaura. É um pack estranho e sinceramente não sou muito fã das roupas nem dos penteados. A grande novidade de bonecos nunca antes vistos foi a segunda onda de Ghoul Fair composta pela Draculaura, a Skelita e o Clawd. Acho as bonecas mais interessantes que a onda anterior, a Draculaura está com um vestido amoroso, a Skelita está bem bonita usando bastante laranja (cor cada vez mais rara nas Monster High) e o Clawd tem finalmente um boneco de caixa pequena e que até tem uma roupa bem conjugada. O que se nota a melhoria em relação à onda anterior é com os objectos, esta onda trás um ''jogo'' e um prémio.  Adorei especialmente o peluche da Draculaura que imita o Count Fabulous.


Outra coisa que ainda não tinha mostrado foi as Freak du Chic  exclusivas do Target. As bonecas têm realmente roupas muito mais elaboradas que a colecção normal, além de terem um look muito mais sinistro e arrojado com certo toque gótico. Adorei os detalhes na Clawdeen que é a domadora de feras acompanhada pela Crescent. A Twyla anda de andas com uma roupa a inspirar-se num palhaço e vem acompanhada pelo Dustin. Além dos toques góticos as bonecas têm uma pigmentação da pele acinzentada dando um toque mais antigo. Era tão bom que toda a colecção fosse assim. E não vale a pena acenares Gooliope, tu sabes que podias ter sido muito melhor...


Quanto às Fright-Mares não tenho muito a dizer, podemos ver as que já foram lançadas e também os futuros lançamentos. Retomo a dizer que a fantasma é mesmo muito bonita e estas coisinhas são bem pequenas.


Outras coisas que ainda não vos tinha mostrado foi o pack da Meowlody e da Purrsephone acompanhadas pela sua scooter (é igual à da Ghoulia mas com cores e padrões diferentes e um banco de dois lugares). As bonecas são simples mas a ideia é bem adorável. Outra coisa é o pack de dois exclusivo do Kmart, que é composto pela Viperine e a Clawdeen prontas para uma sessão de maquilhagem e penteados.



Também podemos ver melhor a Draculaura Collector dentro da caixa. A caixa em si é mesmo bonita e espaçosa relembrando um caixa. A própria caixa tem escrito Adult Collector e a boneca custa 50 dólares.  Eu acho a boneca bem bonita e adorei a inclusão de bonecas da categoria Collector às Monster High. O diário não contem muita informação mas revela tópicos do passado humano da Draculaura e fala da sua falecida mãe chamada Camilla.


Também expuseram o boneco do Finnegan Wake que devo dizer que embora nunca me atraiu o design da personagem, o boneco está muito bem executado. Atribuíram-lhe o molde de corpo do Manny dando o corpo mais musculado. A cadeira de rodas também está um primor, bem executada e dá para transportar a mochila. O meu problema com a ideia deste boneco é que ele não tem aquele look de suscitar vendas, ele inclusive só será vendido  na loja online da Mattel. O que é uma pena pois o boneco representa pessoas com deficiências motoras. Por exemplo, se ele fosse uma sereia em vez, bem bonitinha com cabelo comprido e uma roupa afimininada numa cadeira de rodas a combinar com tons marinhos acho que venderia bem. Mas talvez com a introdução do Finnegan a Mattel abra portas a outras personagens com certas deficiências que se encontrem em humanos. 




Revelações

Como tem sido nos últimos anos tivemos revelações todos os dias. Feitas contas, contudo foram apenas reveladas 4 bonecas enquanto ao ano passado feitas contas revelaram 12 bonecas (bem não que aquele pack de seis tenha sido uma grande revelação). O restos das revelações deste ano foram figuras vinyl.  

Revelaram em primeiro lugar a versão dos bichinhos em figuras de vinyl. Eles são fofos, não sã uma novidade empolgante mas pronto. Eu gostava que tivesse dado para o tamanho deles em comparação às donas versão de vinyl. Por agora temos confirmados o Watzit, o Sir Hoots-a-Lot, o Count Fabulous e a Crescent. Provavelmente a Neptuna e a Hissette também faram parte desta onda de lançamentos. Devo dizer que bastava revelarem uma figura de vinyl do Holt que eu já ficava feliz, ao menos sabia que estava vivo, porque sinceramente já nem sei se não o mataram em Ghouls Rule  atendendo ao seu desaparecimento. Um pouco irónico mas às vezes é o que parece.



A segunda revelação foi uma das integrantes da segunda onda das Monster Exchange, já tínhamos visto as ilustrações e protótipos desfocados, contudo agora podemos ver melhor a melhor boneca da colecção, a Espírito Corça, a Isi Dawndancer do Novo México.  A Isi é bem bonita e até detalhada se compararmos à Marisol.  A paleta de cores é única e o cabelo liso turquesa é lindo. A roupa também é uma raridade nos dias de hoje, digo pois é raro vermos uma personagem com leggins compridas e camisola de manga comprida, talvez a última tenha sido a Toralei? Como monstrinha, a Isi relembra bem uma corça pelos detalhes do rosto e a orelhas e os pés têm cascos em vez de dedos. Acessórios, roupa diferente e sem cores apelativas (tipo rosa e lilás), a Isi agradou-me imenso.



As últimas revelações de bonecas foram como é habitual, personagens do próximo filme Great Scarrier Reef. Verdadeiramente personagens, só  tivemos as revelações da Peri e da Pearl, o resto foi a Toralei e a Frankie foi surpresa de última horas. Não há muito que dizer, já as tínhamos visto e não são propriamente bonecas muito detalhadas . Podemos contudo apreciar melhor os pormenores nas caudas, mas ainda assim esta colecção é muito plástico e pouco estilo.




A última revelação é uma colecção exclusiva do Target, intitulada Candy Coated das figuras de vinyl. Neste caso teremos umas versões artísticas da Twyla e da Rochelle com o cabelo cheio de glitter e um acessório doce na cabeça. Embora não seja uma novidade muito empolgante, devo dizer que é uma novidade bem fofa e as figuras em si estão bem queridas e apetitosas.


E foi isto a San Diego Comic Con 2015 para as Monster High. Depois farei o post com a SDCC para as Ever After High, contudo devo dizer que não revelaram lá nada que não tenhamos visto acidentalmente ou já à venda, mas houve revelações. E vocês que acharam da Comic Con deste ano? O que mais gostaram?